Avózinha (Sim, com acento...)

Janeiro 19 2011

Hoje vou falar de Amantes e do Acordo Ortográfico, duas coisas que eu gostava que de alguma forma fossem vistas de outra forma, perspectiva, e por aí.

 

O Acordo Ortográfico dever-se-ia chamar Acordo Pornográfico, tais são as obscenidades praticadas à Língua Portuguesa, coisa de adultos e que se devia manter longe das crianças, sim porque a pornografia é coisa só para gente crescida se entreter, os poucos que vêm, pelo menos não conheço ninguém que diga que vê. Possivelmente não voltarei a falar sobre este tema, querem que eu escreva com o Acordo pois farei o meu melhor, já li documentos de outros tempos e a escrita também me pareceu estranha. Há coisas piores!

 

No dicionário «amante» vem descrito desta forma:
amante
adj. 2 gén.
1. Que ama alguém; afectuoso!afetuoso.
2. Que está apaixonado por alguma coisa.
s. 2 gén.
3. Pessoa que ama alguém.
4. Namorado ou namorada.
5. Pessoa que mantém relações ilícitas com pessoa de outro sexo.

 

A Língua Portuguesa não é traiçoeira, é má, mesquinha, bígama, carrasco dos amantes. Há coisa pior que desvirtuar algo tão belo que dizer «Pessoa que mantém relações ilícitas com pessoa de outro sexo», caramba, quem adicionou este significado deve ser (co-)autor de algum Acordo Ortográfico do passado. É possível mudar isto (?) e impedir que se profira frases como «fulana tal é casada e tem um amante» ou «fulano tal é casado e tem um amante», arranjem outro nome para classificar esses e deixem os verdadeiros amantes em paz.

 

Talvez por isso os verdadeiros amantes estejam a desaparecer, ou (talvez) nos estejamos a esquecer do valor que tem e já não nos preocupamos tanto em ir atrás dessa sorte. Eu quero ser um amante e ter uma amante, só uma pois claro porque senão deixa de o ser, será outra coisa, quero amar alguém na reciprocidade, só isso.

 

Quando o corpo e a alma de duas pessoas se entrelaçam como os dedos das mãos, namoram (sempre), apaixonam (sempre), crescem em conjunto, aprendem a viver e a conhecer o que cada um vai tendo para dar, entendem as mudanças que a vida vai trazendo entre si, alcançam as diferenças que os diferenciam e as tornam parte do seu todo, buscam o prazer e os prazeres e os partilham e desfrutam...então são Amantes na perfeição. Eu não sou perfeito, mas quero ser e ter uma Amante.

 

Inté

publicado por Avózinha às 19:49

pesquisar
 
Janeiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
14
15

18
20
21
22

23
27
28
29

31


mais sobre mim
subscrever feeds
blogs SAPO