Avózinha (Sim, com acento...)

Fevereiro 05 2009

Seja fruto dos tempos que atravessamos seja fruto do acordo ortográfico, há palavras, expressões, formas de dizer as coisas que vão desaparecendo ou tomando o caminho da extinção, para alguns é apenas fruto da evolução das sociedades, a mim parece-me um pouco de cada coisa mas tenho reduzidas dúvidas de que se estão a perder valores a uma velocidade maior do que se está a ganhar.

 

Uma das expressões que tem desaparecido do dia-a-dia, ou então ser proferida em vão, é dizer-se «palavra de honra» quando pretendemos assumir o nosso compromisso perante alguém ou certificar de que estamos a dizer a verdade. Tempos idos, e eu não sou assim tão velho, era algo que circulava com alguma frequência no discurso de quem queria atestar sobre alguma coisa perante quem quer que fosse e ás vezes também para mostrar indignação.

 

Efectivamente a «palavra» já não é o que é e a «honra» deve ter-lhe seguido o caminho, assim sendo as duas caminham juntas já bem loge dos nossos dias pois ambas se fizeram à estrada faz tempo, e mesmo sem correrias foram se afastando sem que ninguém lhes desse pela falta e fosse á sua procura. A palavra dada não se volta atrás e honra lhe seja feita uma não pode viver sem a outra, assim sendo a quem faltar uma delas não poderá contar com nenhuma.

 

Nestes tempos de incerteza onde não há honra que resista nem palavra que subsista, os contratos valem o que valem...até valerem, até alguém os rasgar ou a(ssa)ssinar. Eu vou tentar manter as duas, fazer por não me esquecer de que existem, aqui no Avózinha e sempre que acho que se justifiquem...dou-vos a minha «Palavra d‘honra».

 

Inté

publicado por Avózinha às 23:12

pesquisar
 
Fevereiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
13
14

17
20
21

22
23
27
28


mais sobre mim
subscrever feeds
blogs SAPO