Avózinha (Sim, com acento...)

Março 16 2009

Na freguesia de Barqueiros, concelho de Barcelos, existe a escola básica de Lagoa Negra, e nessa escola existe um recreio, onde por sua vez existe um contentor e nesse contentor uma sala de aulas especialmente desenhada para ensinar 17 crianças ciganas. Além do estranho facto de existirem tantos ciganos a ir à escola, podemos destacar a evidência de que esta sala de aula especial serve supostamente para separar os ciganitos dos outros putos.

 

A lebre foi levantada pela Junta de Freguesia de Barqueiros que afirma ser esta situação um acto de discriminação e já solicitou uma audiência com Directora Regional de Educação do Norte. Afirma, e fá-lo erradamente, possívelmente por ignorância, mas sempre ouvi dizer que quando não conhecemos o assunto devemos estar caladinhos, quanto muito podemos e devemos procurar informação primeiro e só depois opinar (nada de fazer trocadilhos com (o)pinar e ciganos ok?).

 

O que se está a passar naquela escola é tão somente o expoente máximo do desafio lançado ao pais pelo nosso PR...a Inclusão. Como sabemos o verdadeiro cigano vive em tendas ou barracas e é alérgico a alvenaria, assim e para cativar os jovens ciganos a frequentarem o ensino foi genialmente desenhada aquela sala de aula, um contentor que não é mais do que uma moderna barraca, uma espécie de upgrade de tenda que gente de boa fé idealizou e concebeu para que os putos fossem à escola sem deixarem de se sentir ciganos de pleno direito.

 

Desta forma original o ciganito sente-se em casa, e tendo esta étnia origens nómadas permite que continuem a desfrutar da sensação de liberdade impedindo que as fundações e alícerces de um qualquer edifício em alvenaria os fizesse sentir presos à escola. E não só, quando chegar a hora de partir para outra freguesia, basta indicarem para onde vão que rápidamente a sala de aula portátil poderá ser deslocada para o próximo destino.

 

Podemos retirar daqui uma grande lição, nem sempre o que parece é, e por vezes por muito estranho ou suspeito que nos pareça, antes de fazermos juízos de valor e/ou criticar temos a obrigação de procurar o verdadeiro significado das intenções, para não corrermos o risco de ser injustos. Aaaaiiiii Avózinha que estás falando tão bein, Aaaaiiiii.

 

Inté

publicado por Avózinha às 23:10

pesquisar
 
Novembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


mais sobre mim
blogs SAPO