Avózinha (Sim, com acento...)

Outubro 25 2010

Numa destas manhãs de fim-de-semana aproveitei para descansar mais um pouco e acordei mais tarde que o habitual, estava uma escuridão daquelas de não se ver um palmo à frente do nariz, deixei-me estar, até que passados uns 10 minutos lá me fartei e resolvi fazer-me ao dia, acendi a luz, estore para cima e a escuridão foi-se, lá fora o sol já ia alto implorando que o contemplassem, no mínimo, porque o que pedia mesmo era que o povo saísse à rua para se banhar no quente dos seus raios luminosos, enfim, «Verão de S. Martinho» como se lhe costuma chamar, tenha a lenda fundamento ou não.

 

Um manhã assim torna inevitável que os pensamentos do Avózinha circulem de um lado para o outro de forma mais fluída, e daí até esbarrar nas tão na moda Máquinas de Café Expresso que se alimentam daquelas cápsulas foi um instante, se já me conhecem sabem bem que podia ter pensado em coisa bem mais estranha. E nem sequer teve a ver com a vontade de saborear um cafezinho logo pela manhã, em tempos idos iniciava a jornada com um e ao final do dia o score ia sempre alto, achei que era demais e passei a repetir o ritual apenas duas vezes, almoço e jantar...e chega (e sabe) muito bem.

 

Se é moda vamos a isso, toca toda a gente a comprar uma trituradora de cápsulas. Menos o Avózinha pois claro, e ficam já avisados, considerando que o Natal se avizinha, nem sequer me a ofereçam, não tenho nada contra (quando vos fizer uma visita podem oferecer um expresso que aceito com todo o gosto) mas para já, a favor ainda tenho pouco a abonar. Olha, ofereçam-me antes um Porto 40 Anos, sem referir marcas, também gastam uma pipa de massa e fazem as alegrias desta criança.

 

E perguntam vocês...mas qual o problema de comprar uma geringonça daquelas? Cada um sabe de si, mas este “tipo de globalização” não é para mim, então eu gasto dinheiro numa coisa e depois fico refém dela (?), o que se segue (?) carros que só podem abastecer de uma marca (?). É parecido com casar, sai caro, mas se acham que ela é mesmo aquela com quem querem partilhar esses momentos das vossas vidas, e só com ela, sem se cansarem...avancem.

 

Além de cada café ficar muito caro, comparativamente para quem compra café em saco/lata, existe o grande constrangimento de ter de ficar fidelizado a uma única marca (mesmo havendo oferta com várias categorias dentro de cada marca) estamos sempre a degustar a  mesma coisa. Bem sei que não sou (um bom) exemplo mas, com a minha máquina (de cachimbo), tenho sempre 3-4 marcas diferentes para desfrutar, e vou sempre experimentando as que ainda não conheço, para quem gosta de apreciar...palavras para quê.

 

Enquanto não fabricarem um formato de cápsula universal, (não contem comigo) estas máquinas são inimigas do café e de quem gosta de o apreciar, apenas lucra quem as vende, mas não se deixem influenciar pelo Avózinha, em alternativa podem sempre comprar uma máquina para cada marca de café e assim variar.

 

Vão formatar o paladar a outro!

 

Inté


Deduzo q por este ponto de vista uma mulher para a vida inteira, so mesmo a tua mae, irma e sobrinha LOL e já vao 3 LOL
perdida a 26 de Outubro de 2010 às 09:20

Não me falem em deduzir que me faz lembrar o IRS! Aquilo era um suponhamos pá, e sim, essas para já serão para a vida inteira...mas o meu coração é grande LOL.
Avózinha a 26 de Outubro de 2010 às 23:39

Só por causa do mau feitio não te ofereço um Nespresso directinho da minha máquina... e olha que sabe e cheira lindamente.
girassol a 26 de Outubro de 2010 às 18:55

Um Nespresso aceito, a máquina dispenso...
Avózinha a 26 de Outubro de 2010 às 23:41

pesquisar
 
Outubro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
13
15
16

20
23

26
28
29
30

31


mais sobre mim
blogs SAPO