Avózinha (Sim, com acento...)

Maio 03 2010

Estava eu a tentar actualizar-me com o noticiário, o que por vezes se assume como uma tarefa quase impossível, e oiço uma Professora dizer que Bullying existe em todas as escolas e atinge todas as classes sociais. Calma, isto não é um texto contra os professores (escrevo eu enquanto vou à janela verificar se já tenho alguma manif à porta, já se sabe como eles são) podia ter sido outra pessoa qualquer a proferir tal comentário, estou apenas a ser exacto no relato do que me suscitou largas horas de reflexão...bom, talvez um pouco menos.

 

Estou em crer que a dita professora disse o que disse como quem diz «à e tal, tá fesquinho...este tempo também não ajuda nada» porque o que é certo é que não havia nada para dizer, mas os noticiários precisam de se alimentar de alguma coisa. Com isto não estou a afirmar que a morte/suicídio que ocorreu faz umas semanas não foi grave e de lamentar, sobretudo quando se trata de uma criança como foi o caso a tragédia é ainda maior, ou não fossem as crianças o futuro.

 

O motivo de eu dizer o que disse é simples, ainda me lembro dos meus tempos de escola, é claro que não andei nas escolas todas, apenas frequentei ensino público mas nessa altura já existiam putos que o seu passatempo era aterrorizar os elementos «mais fracos». Ou seja, nesse tempo já era comum dar de caras com alguns «bad boys» que se entretinham a perseguir e a maltratar outros...porque sim, porque lhes apetecia, porque tinham mau instinto.

 

Essa cobarde actividade não dava pelo nome de Bullying, nem por outro nome algum, era a lei do mais forte (para quem perseguia) ou a lei da sobrevivência (para quem era perseguido). Restava a quem sofria na pele suportar a tortura, ser inteligente o suficiente para que os caminhos nunca se cruzassem, ou que acontecesse o mínimo de vezes possível, ou claro, a sorte de ter alguém que o defendesse, não me falta memória de alguns casos de putos que tinham de andar a fugir, muitas vezes até alteravam o caminho para casa porque de outra forma já sabiam o que os esperava, e não eram assim tão poucos.

 

Não fiz parte dos que tinham de olhar por cima do ombro (seguramente com o coração acelerado) para assegurar que nenhum puto ordinário lá vinha para distribuir a dose diária de violência, sinceramente não sei dizer sequer se o fenómeno está pior, agora que não é nenhuma doença ou nova vaga, isso não é de certeza absoluta. Acredito sim que a sociedade esteja transversalmente, em todas as faixas etárias, mais violenta, nunca vi a Abelha Maia a dar uma carga de porrada no gafanhoto ou o Marco a fulminar alguém com um raio saído dos olhos, por isto a inspiração da altura era de outra índole. Quanto ás classes sociais...francamente Sr.ª Profexora, nem sei o que lhe diga, esses miúdos, uns gostam de arrear porrada e outros aplicam violência física/psicológica, escolha lá a classe de cada um e encaixe num destes dois perfis.

 

Inté

publicado por Avózinha às 20:09

Gostei do facto de resalvares q não fazias parte de nenhum grupo :)
Realmente esse chamado Bulying não e novo, e datado desde q há recreios e escolas, e por experiencia e algo q e dificil de superar, tem de haver muito acompanhamento em casa e da escola, professores e restante pessoal. por isso e algo q não deve ser encarado como uma fase.

Jocas Gordas
perdida a 4 de Maio de 2010 às 15:23

Ah e tal, tá fresquinho e eu apanhei uma grande constipação, com uma alergia descomunal. E não é alergia ao blog, não senhor, "este tempo também não ajuda nada"!...
Todos os dias passam pelo meu nariz, pelo menos três pacotes de lenços, é claro que o dito já parece "o nariz vermelho" dos médicos que andam nos hospitais a distribuir alegria aos putos, só que eu não preciso de colocar um postiço, já tenho!!!
lol
Conceição a 6 de Maio de 2010 às 10:49

Essas piadinhas sobre professores...
sempre a provocar essa nobre classe trabalhadora...
ainda um dia hão-de dar valor...
talvez no dia em que os pais sejam obrigados a conviver com os filhos durante uma semana inteira, respondendo às perguntas deles e dando-lhes atenção, tal como os professores fazem!
mc a 7 de Maio de 2010 às 20:57

Muy nobre sim Sr.ª
Provocar, eu? Piadas? Onde?
Avózinha a 8 de Maio de 2010 às 18:09

pesquisar
 
Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
13
15

16
17
18
21

23
24
28
29



mais sobre mim
blogs SAPO