Avózinha (Sim, com acento...)

Abril 05 2010

É a segunda vez que aqui escrevo sobre a mudança da hora, se bem que, da primeira não foi bem o assunto principal, foi uma abordagem mais secundária. Na verdade e falando em tempo, confesso que os últimos tempos tenho andado com falta de...não será só tempo, talvez inspiração, ou talvez pense em escrever sobre alguma coisa e depois não passo da intenção, pois, desta vez assim não foi, deu-me para falar sobre isto e fiz o que não tenho conseguido muitas vezes...começar.

 

Tenho inclusive lido algumas coisas que já se atrevem a insinuar/dizer que estes acertos nos ponteiros podem provocar alterações de comportamento nas pessoas, depressões, e afins do género. Já se sabe que ao «ouvir» isto há malta que imediatamente começa a sentir estes sintomas, peço-vos para não irem nestas conversas, é sabido que a hora mudar tem algum impacto nas nossas vidas, mas, calma, a hora só serve para sabermos quando e onde devemos estar, para os compromissos.

 

Fiquem sabendo que, compromissos à parte, eu acho que o dia se está borrifando para as horas, então, o melhor mesmo é, quando não temos obrigações, não darmos importância a que horas são. Não acabei de inventar nada, a isto se chama «aproveitar o momento» e não deixar-mos que uma hora mais para a frente ou mais para trás, nos ponha o ânimo em baixo, no fundo, o tempo vai passando de qualquer das maneiras, o melhor mesmo é desfrutar dele o melhor que se puder...e souber.

 

Filosofias à parte, não deixo de reconhecer que o horário que mais me apraz, é precisamente este em que estamos, mas talvez não seja só isso, talvez os dias estarem a ficar mais longos ajude, há mais luz, mais calor. Sim, de certeza que é isso tudo a colaborar com a mudança do relógio, as obrigações acabam à mesma hora e o anoitecer ainda vem mais distante que o habitual horário de inverno nos costuma brindar.

 

Enfim, o que havemos de fazer, um dia alguém que se lembrou que era melhor existirem os dois horários, um de Inverno e outro de Verão, e dessa forma tratou de chatear a humanidade com mais uma futilidade. Assumo que não fui investigar a origem desta alteração, talvez devesse, mas a primeira coisa que me ocorre são aqueles cães que passam a vida a marcar o território um pouco por tudo quanto é recanto, assinalam assim a sua presença.

 

Inté

publicado por Avózinha às 23:20

Estás então a insinuar que quem teve essa ideia de andar a muda as horas, teve uma ideia de caca?
Ou de xixi? E assim marcou o território das ideias !
Ihihihihihi :)
mc a 6 de Abril de 2010 às 19:04

Concordo contigo, excepto para a mudança de hora deste ano! É que, para além de ter adiantado uma hora durante a noite (o que me fez dormir menos uma hora porque tinha que acordar cedo para estar no aeroporto), ainda tive que adiantar o relógio mais 7 horas nesse mesmo dia. Foi o dia mais curto da minha curta existência :)
João Rodrigues a 7 de Abril de 2010 às 10:15

pesquisar
 
Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

12
13
15
16
17

18
20
21
23

25
26
27
28
29
30


mais sobre mim
blogs SAPO