Avózinha (Sim, com acento...)

Novembro 21 2008

Se ainda podia haver explicação para as coisas que escrevo aqui e para a tormenta que ás vezes é eu conviver com os meus próprios  pensamentos, essa foi encontrada agora e por mim claro, já que ninguém quis ajudar.

 

Estão lembrados (caramba como estou velho) daquela série «Uma Casa na Pradaria» que passou pela nossa televisão faz alguns séculos!? Pois se não estão eu estou, e fiz parte da audiência de jovens que aquela obra ajudou a destruir e a consporcar. Os Filandeses é que não foram na conversa e classificaram-na como para maiores de 18 anos...é verdade leram bem.

 

Aquela história que parecia ser inocente, com as míudas a descer a encosta ao trambolhões e cabelos ao vento afinal é inapropriada para as criancinhas verem, mas o mal está feito e toda uma geração foi destruída (eu incuído). Quem  diria, o Michael Landon que andou anos mais tarde a fazer de anjo na terra, estaria envolvido em tal obra que afinal só é aconselhada para adultos.

 

Bom, pelo menos agora sinto que tenho razão para todos os  disparates que digo e faço. E sempre que alguém me chamar á  atenção para o meu comportamento menos próprio, terei uma desculpa e rápidamente alegarei «Queiram perdoar mas quando era jovem assisti a muitos episódios de “Uma Casa na Pradaria”» e aí rápidamente terei a compreensão de todos.

 

Inté

publicado por Avózinha às 09:56

Perdoem-me se estiver a cometer alguma gaffe mas não foi esta série "Uma Casa na Pradaria" que deu origem, posteriormente, às revistas da Gina?
Pedro Silva a 24 de Novembro de 2008 às 21:42

Revista quê...? Não conheço.
Avózinha a 24 de Novembro de 2008 às 23:33

pesquisar
 
Novembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
13
15

20
22

28
29

30


mais sobre mim
blogs SAPO