Avózinha (Sim, com acento...)

Dezembro 22 2009

Estamos no Natal e assim sendo, como em outros, tenho pensado na mensagem que este carrega, na minha opinião cada Natal tem uma aura própria e este não foge á regra. Já aqui vos confessei que fico sempre um pouco nostálgico nesta altura mas independentemente disso sinto que de um modo geral o ânimo das pessoas anda em baixo, a alegria com que deve ser encarada esta quadra é pouco visível e celebração é coisa que não está à vista.

 

Os mais racionais dirão que a crise e o desemprego subjacente são os principais responsáveis para o evidente desânimo, talvez os mais mesquinhos digam que o Natal virou apenas um consumismo exacerbado e como o orçamento das famílias está debilitado a depressão instala-se no âmago de cada um por não poder ofertar aquilo que mais deseja.

 

Bom, direi que de facto as coisas não estão fáceis, quem perdeu o emprego está aflito porque não sabe como pagar a casa ao banco ou como sustentar a família, outros sofrem porque (não sei se são consumistas mas) teriam o maior prazer em dar o que o coração/imaginação proporciona-se e não têm posses para o fazer, outros ainda, porque estão descapitalizados não têm o dinheiro para fazer esquecer que estão sós sem família, seja porque motivo for. Já para não falar de quem se sente com futuro incerto ou simplesmente descrente

 

No dia 25 de Dezembro (quer se seja religioso ou não) comemora-se o nascimento de Jesus, no entanto o símbolo mais visto um pouco por toda a parte é o Pai Natal, seja em lojas ou de forma mais persistente em varandas ou janelas. Acredito que a quadra não tenha de ser puritanamente religiosa, mais que não seja pode ser usada em benefício e em prol da família e valores que a suportam, um motivo ou outro desde que seja desfrutado de forma positiva não vejo problema.

 

Definitivamente a melhor prenda que se pode ter é saúde, por muito que soe a cliché é um facto, se nos sentirmos bem temos mais chances para ter ânimo e trabalhar para a felicidade. Como alguém que eu conheço costuma dizer «saúde e pouca sorte, que Deus não pode dar tudo», com Deus ou sem, seja ou não Natal, a nossa conduta é importante e mesmo nos tempos mais difíceis só nos resta fazer o melhor que podermos e soubermos.

 

FELIZ NATAL a todos!

 

Inté

publicado por Avózinha às 23:40

Feliz Natal Avozinha!
Contamos contigo e os teus escritos para nos animar!!!

OHoh (supostamente é o som do Pai Natal)
mc a 23 de Dezembro de 2009 às 19:08

FELIZ NATAL amigo. Gosto das tuas palavras sábias, das divertidas tb, e muito.

Continua que cada vez q leio e dou gargalhadas com o que escreves é um bocadinho de Natal.

Jocas Gordas :)
perdida_nos a 23 de Dezembro de 2009 às 22:18

pesquisar
 
Dezembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
18
19

23
24
25
26

30
31


mais sobre mim
blogs SAPO