Avózinha (Sim, com acento...)

Agosto 10 2009

Quem ri por ultimo é quem ri melhor (ou então é lento a perceber a piada). Faz algum tempo escrevi aqui um texto que falava sobre penicos e a sua importância havozinha.blogs.sapo.pt/15814.html, tenho a certeza que muitos de voz só não se riram na minha cara porque eu não estava presente, devem ter achado que não regulo bem, e podem achar à vontade, desde que seja pelo motivo certo.

 

Mas não sou de guardar rancor e a mágoa que me apunhalou nessa altura o coração já passou, deste modo, viremos a página e passemos ao assunto que me traz aqui hoje. No passado dia 17 de Junho foram a leilão 110 belos bacios/penicos e 50 majestosas cuspideiras pertença até à data de um original coleccionador que ao longo da sua vida foi reunindo estas (infelizmente fora de moda) peças de grande utilidade.

 

O penico que nos salvava de levantarmo-nos a meio das noites frias de Inverno e nos poupava da viagem até ao WC, e que além disso ia libertando a fragrância e perfumando lentamente o quarto de dormir. E não só, quem tinha a sua hortinha usava o chazinho cozinhado durante a noite para borrifar à volta da plantação, é claro que os meninos da cidade não sabem isto, mas esta prática afastava os roedores da futura colheita...depois, depois vieram os químicos assumir esse papel e estragar o ambiente.

 

A cuspideira (não a cobra) também ela proscrita da sociedade, tinha seu quê de belo eu é que ainda não descobri. Na verdade estas desapareceram e a malta que delas fazia o lugar póstumo para a indesejada expectoração, gosma, catarro, ou como lhe queiram chamar, cospe agora para todo o lado e mais algum. O que dantes era uma verdadeira arte na perícia de acertar no dito recipiente, não passa agora de uma vulgar badalhoquice que qualquer um pode intentar, onde todos se julgam uns Clint Eastwoods na arte de cuspir.

 

Esta colecção de preciosidades com exemplares antigos em porcelana e faiança originária da Ásia e Europa tinha um pouco de tudo, desde peças em Limoges a Vista Alegre. Resta saber se houve alguém sortudo a ficar com algum artigo ainda com vestígios de uma antiga utilização, fosse físico fosse aromático...muito crime se cometeu naqueles objectos, chamem uma equipa do CSI para examinar os locais.

 

Inté

publicado por Avózinha às 22:24

pesquisar
 
Agosto 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
14
15

16
21

24
26
28
29

31


mais sobre mim
blogs SAPO