Avózinha (Sim, com acento...)

Junho 03 2009

Ainda bem que não sou ministro da economia, ainda bem para o país pois claro, porque se eu fosse acho que desgraçava a nação, na verdade cheguei (só agora) à conclusão de que não percebo nada do assunto, sou apenas mais um que tem a mania que sabe...tipo treinador de bancada.

 

Já me estou a ver a dar a barracada geral quando o nosso 1º mandasse o ministro da economia (eu) ao Dubai:

 

1º Ministro: Houve lá, tens de ir Abu Dhabi estabelecer laços comerciais.
Avózinha: Abu quem?
1º Ministro: Abu Dhabi, é no Dubai...
Avózinha: À bom! Fortalecer relações comerciais, mas como? O que podemos “oferecer” aos gajos, só se for futebolistas em final de carreira.
1º Ministro: Não sejas vazio como a oposição, usa a cabeça. Energias Renováveis e o Magalhães.
Avózinha: (Quase me engasgo num pedaço de torresmo que estava a comer, mas após ir para baixo com a ajuda de umas goladas na mini que tinha ali à mão, lá respondo) Com essa apanhaste-me, no início ainda pensei que estavas a falar a sério.
1º Ministro: No gozo eu? No gozo estás tu, vê lá se queres que te tire a pasta.
Avózinha: (A minha vontade era dizer-lhe: «Energia renovável? Os homens querem é vender o petróleo que lhes brota do chão, ou achas que têm aquela riqueza à custa de parques eólicos. Também queres que vá vender bíblias para o inferno» isto enquanto lhe dava repetidamente com o Magalhães nos cornos. Como sou cobarde apenas disse:) Desculpa mas, podes explicar como vou fazê-los engolir essa?
1º Ministro: Então não hão de querer, eles é que ainda não sabem que querem. Não me tens visto governar?
Avózinha: A que horas é o avião!?

 

Já percebem porque não posso ser ministro da economia, sou desprovido de visão, a primeira coisa que me veio à cabeça foi vender-lhes tecido, que eles usam em muita quantidade nas vestes, e assim reabilitar a nossa industria têxtil. E torresmos...será que têm lá torresmos? A realidade é outra, e a pasta está entregue a Manuel pinho que foi mesmo para lá vender energias renováveis e o Magalhães, já estou a ver aqueles Sheiks com o nosso Magalhães em ouro maciço e com o logo feito em diamantes incrustados.

 

Já agora aproveito para fazer um pedido ao Sr. Ministro, se à vinda para cá houver espaço no avião, traga areia, para completar a nossa costa que está a ser engolida pelo mar, e para as praias do Alberto João Jardim também. Eles não vão dar por falta, têm lá muita, o petróleo é que se lhes vai acabar, mas não é para já, quando acontecer, já teremos tomado conta daquilo com as Energias Renováveis.

 

Inté


Bem avozinha tu andas um must. Não faria melhor. A visão do magalhães em diamantes e ouro causa-me um prestigio imenso. Para além que à conta dessa pequena maravilha levaremos o pretobrasileiroguês para a terras de Alá. Em temos levamos as cruzadas, agora levamos mini-computadores, ventoinhas e paineis solares. Um must. Já estou a imaginar os gajos a levarem os filhos para a escola com o magalhães em arábe cheio de gajes e a usa-los como calces para as mesas ou degraus... qualquer coisa. Pode ser que o gajo fique por lá, como o D.Sebastião, sempre podem beber umas minis e comer os torresmos à sombra dos paineis solares e com as ventoinhas a fazer fresco e os magalhães para jogar à paciência. Porque não há pachorra para tanto disssparate pá!!!!

Estou contigo avózinha, continua...
perdida_nos a 4 de Junho de 2009 às 11:41

Estes diálogos são absolutamente surrelalistas!!!!!!!!!....

Torresmos, magalhaes, cervejola...

combina tudo!
m a 8 de Junho de 2009 às 23:14

Surreais...? Nunca tinha pensado nisso.
Avózinha a 9 de Junho de 2009 às 11:40

pesquisar
 
Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

19
20

26
27



mais sobre mim
blogs SAPO