Avózinha (Sim, com acento...)

Maio 13 2009

Se queremos perceber um pouco do que é o espelho da nossa sociedade por estes dias, basta que olhemos para a história verídica que vos vou relatar. Santiago Gori é taxista na Argentina, mais propriamente em La Plata, este homem de 39 anos tornou-se popular ao devolver a carteira de um casal de idosos que transportou e que continha a bela quantia de 25 mil euros, de volta, e em jeito de recompensa recebeu 2 mil euros.

 

Este gesto do taxista chegou aos ouvidos de dois publicitários que têm desenvolvido algumas iniciativas que visam mostrar o bom exemplo e louvar a atitude deste profissional do volante. Desde donativos em dinheiro até ofertas de usufruto em serviços de todo o tipo, tudo um pouco já foi oferecido como forma de reconhecimento da seriedade demonstrada por Santiago Gori. Este apenas diz «Realmente estou surpreendido, não esperava nada. Estou muito feliz e o que mais gosto são as mensagens de carinho que as pessoas deixam».

 

Aqui este vosso criado está de acordo com as iniciativas que têm prestado de alguma forma homenagem e reconhecimento para com o taxista, mas não posso deixar de constatar com alguma tristeza que o gesto de devolver a quem de direito os seus pertences, ser a atitude que marca a diferença quando deveria ser o normal. Eu também vivo neste planeta (embora não pareça) e sei que o normal seria os donos dos 25 mil euros nunca mais lhes porem a vista em cima, só assim compreendo tanta publicidade ao sucedido.

 

A sociedade em que (sobre)vivemos está efectivamente doente, em crise de valores morais, é bom mesmo que acontecimentos destes sejam publicitados na esperança que sirva de inspiração para uns quantos, poucos que sejam serão sempre um ganho...e bem vindos. A falta de valores é a verdadeira pandemia que nos afecta a todos, para este vírus não há vacina que nos salve, apenas a tomada de consciência nos pode ajudar. Assim sendo, um bem haja pata ti Santiago Gori!

 

Inté

publicado por Avózinha às 23:28

EHEHEHEH
Ganda parvalhão!

Com 25 mil na mão e foi devolvê-los!
E agora deve andar a jogar no euromilhões lá da terra dele. Ora eu, se fosse deus, não o deixava ganhar. Já teve a sorte dele uma vez na vida!!
LOOOOOOOL
mc a 16 de Maio de 2009 às 13:59

Pois, se fosse...mas só mesmo se fosse.
Avózinha a 16 de Maio de 2009 às 15:45

pesquisar
 
Maio 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

15
16

22
23

24
29



mais sobre mim
blogs SAPO