Avózinha (Sim, com acento...)

Março 12 2009

As opiniões dividem-se entre se traz ou não traz o dinheiro felicidade. Se levarmos à letra essa afirmação creio que o resultado também não será conclusivo e continuará a haver divergências, na verdade não creio que existam evidências de alguém que tenha ficado triste por ganhar o Euromilhões.

 

Partindo daqui começa ser um pouco difícil discordar de quem acha que traz felicidade, porque no mundo materialista em que vivemos tudo tem um custo e sejamos muito ambiciosos ou pouco, o dinheiro é um mal necessário, um meio para um fim. Se por exemplo não sou exigente com o carro que quero ter, posso adquirir um mais baratinho, mas pouco ou muito dinheiro preciso dele para o comprar. Em tudo é preciso capital para nos podermos movimentar na sociedade e quanto a esta máxima não há discussão, mesmo se vivermos às custas de alguém, esse alguém tem de o ter. A menos que se viva  na natureza e do que ela dá, mas se for esse o caso não tem internet e aí não lê o Avózinha e por isso não me pode contrariar.

 

Vendo bem as coisas até o Dalai Lama necessita e usufrui do dinheiro ou do que ele possiblita, não sei se directamente (não faço ideia) mas pelos menos indirectamente sim. Nas viagens que faz, nas estadias, no sítio onde está exilado, no mediatismo que gera, isso não faz dele um hipócrita ou um materialista mas de alguma forma tira partido do materialismo, seja ele a pagar ou alguém por ele..

 

Há uma quantidade de situações que podem provar que o dinheiro pelo menos sossega, ainda à relativamente pouco o CR7 teve um momento difícil para todos os que passam por isso, um acidente de automóvel. Onde está a felicidade nisso perguntam vocês, afinal e apesar de ter muito, pode ter um acidente como toda a gente...eu respondo...além de ter saído ileso, a alegria está em fácilmente comprar outro, e está também na sua garagem pois pôde seguir viagem noutra bomba. Mas não me fico por aì, se por acaso o rapaz precisasse de cuidados de saúde, aí é que ter dinheiro é mesmo importante. E se se viver por cá então!

 

O dinheiro proporciona sem sombra de dúvida oportunidade para tudo e mais alguma coisa e a vida é isso mesmo, aproveitar as chances que esta nos disponibliza para chegar onde ambicionamos. Pois não, o dinheiro não traz felicidade, faz felicidade, ou melhor, pode fazer felicidade com as coisas que possibilita, não faz é milagres proporcionando uma vida só com momentos bons (isso não creio) acima de tudo acredito que não é preciso ser rico para se ser feliz.

 

Como alguém disse «não é preciso ser-se rico para ser um bom apreciador de vinhos, mas que dá jeito...» talvez o dinheiro seja isso mesmo, dá jeito.

 

Inté

publicado por Avózinha às 23:04

Se o dinheiro fosse merda o pobre não tinha buraco do cu.

E fico por aqui
perdida_nos a 13 de Março de 2009 às 11:14

Xiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii!
Que tema tão delicado!!!

Na minha modesta opinião (modesta pq sou pobre!) eu acredito que o dinheiro traz felicidade, faz felicidade, "chama" mais dinheiro, deixa-nos comprar muitas malas da Prada e muitos pares de Jimmy Choo e, como tal, é anti -depressivo...deixa-nos ter uma casa com piscina e viajar para locais de sonho...podemos estar sempre no Verão!!!! Não traz felicidade?? Uma porra é que não traz!!!...Quer dizer,tb pode trazer muitas...looooooooooooooooooooool!!!

Bem...já me deprimi o suficiente!!! Ouve lá...onde meteste o teu espirito critico?? Fala mal do governo e deixa de nos lembrar que somos pobres!

Vou tentar ler os outros artigos de opinião pq há muito que ando de mau humor e sem tempo...

BEIJOS...docinhos e fofinhos!
Indiavera a 15 de Março de 2009 às 00:26

pesquisar
 
Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
13
14

19
20
21

25
27
28

31


mais sobre mim
blogs SAPO