Avózinha (Sim, com acento...)

Fevereiro 25 2009

Correndo o risco que o Avózinha se transforme num espaço meio lamechas e saudosista, prossigo com o assunto que me trás aqui hoje. Tenho saudades de uma moeda a sério e não estou a falar no sentido do câmbio com a passagem do Escudo para o €uro, falo da desaparecida moeda  em bronze de 1 escudo que nunca mais teve substituta à sua altura...e dimensão pois claro.

 

Aliás, estou profundamente convencido que o seu desaparecimento foi obra de alguém muito mau e que nesse dia o Escudo (câmbio) ficou com os dias contados dando início ao seu declínio. Não se enganem, a moeda de 1 escudo de que vos estou a falar não é aquela pequenissima que morreu com o €uro, mas sim da que a antecedeu, que era bem castanha, pesada e grande. Esta:

Esudo

Naquele tempo, bastava ter no bolso algumas dessas moedas de 1 escudo para eu achar que estava cheio de dinheiro, com uma única peça dessas era possível disputar uma partida de matraquilhos, agora imaginem a alegria que era ter várias.

 

Além de poder ser usada para adquirir alguma coisa, era um peça multiusos pela sua robustês, abrir uma caixa, partir uma vidraça, eu até acho que com o seu porte e poder de arremesso bem certeira podia derrubar um bandido em fuga (na altura ninguém pensou nisso, mas vejam como ficaria barato à polícia capturar alguém por apenas um escudo, e reutilizável).

 

O que aconteceu depois já toda a gente sabe, vieram aquelas pequenas amostras de moeda a substituir a grandiosa. Com a mesma quantidade de metal passou a ser possíveel fazer várias moedas supostamente com o mesmo valor, mas os factos mostraram que não e o Escudo veio por aí abaixo a desvalorizar até ao seu desaparecimento. Às vezes, coisas que parecem não ter importância têm um papel decisivo e o caso que vos contei é um bom exemplo disso, mas só para mim claro.

 

Inté

publicado por Avózinha às 23:16

Tu pareces já o Tio Patinhas com a moeda nº 1. Mas a ideia está correcta. Os Tio Patinhas deste mundo dão valor às moedas nº 1. Ainda não vi nenhum gajo podre de rico a rejeitar ou a esquecer um cêntimo que fosse. Fará 1 escudo. Agora vamos ver é se não terá uma Maga Patalógica Ferreira Leite que nos leve os cêntimos todos. A moeda nº 1 é a base de toda a fortuna do Patinhas. Por isso é que estamos como estamos, mandamos fora tudo o que é moeda baixa. 1 escudo, 2 e quinhentos... Pois é... Voltem que estão perdoados.
perdida_nos a 26 de Fevereiro de 2009 às 08:48

Ai pareço? E o resto da massa?
Avózinha a 27 de Fevereiro de 2009 às 23:36

moedas de 1 escudo? e as de 50 centavos que eram gigantes?

eu ainda sou do tempo em que 50 centavos chegava para uma pastilha Gorila, uma carteira de cromos do Mexico 86 e ainda sobrava para a Nelinha, do 3º esquerdo, levantar a sua saia e me mostrar a permanente.

el-PCC
PCC a 26 de Fevereiro de 2009 às 22:18

A Nelinha estava a ser careira contigo...
Avózinha a 27 de Fevereiro de 2009 às 23:37

Incrível como se pode escrever tanto acerca de uma moeda!
Odeio dinheiro, odeio moedas e tudo o q representa dinheiro, incluindo cheques e cartões multibanco...
Já disse isso algures, por mim ainda andava tudo na troca directa :)
mc a 1 de Março de 2009 às 22:26

A gente sabe...
Avózinha a 2 de Março de 2009 às 20:35

pesquisar
 
Fevereiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
13
14

17
20
21

22
23
27
28


mais sobre mim
blogs SAPO