Avózinha (Sim, com acento...)

Junho 14 2010

Tuga1: E tu, o que fazias pela tua nação?
Tuga2: É pá, sei lá, eu...eu...fazia uma tatuagem na testa com a bandeira de Portugal.
Tuga1: Escuta...
Tuga2: Ou, olha, era capaz de correr todo nu num campo cheio de urtigas...
Tuga1: Mas...perceb...
Tuga2: Tenho outra boa, depilava-me duma ponta a outra, com cera...
Tuga1: Mas...
Tuga2: E esta, ainda melhor...deixava de escarrar para o chão, o que me custaria mais que as outras todas juntas.
Tuga1: Percebeste mal a pergunta, perguntei «o que fazias pela tua nação?»
Tuga2: Nação, como assim? Qual? Esta?
Tuga1: Que pergunta, tens mais alguma sem ser esta!?
Tuga2: Pois, é pá, eu percebi mal...percebi teres dito selecção.
Tuga1: Eu reparei.
Tuga2: Mas o que faria como? Dentro de que contexto?
Tuga1: Nenhum em especial...no geral.
Tuga2: É uma pergunta difícil, tenho de pensar bem.
Tuga1: Porquê?
Tuga2: É pá, tenho  de ver o contexto.
Tuga1: ????????
Tuga2: Por exemplo o que ela faria por mim? Em troca de quê? Etc.. a gente não pode desatar assim a fazer qualquer parvoeira por dá cá aquela palha.
Tuga1: (...)
Tuga2: Assim sem mais nem menos não pá!

 

Inté

publicado por Avózinha às 21:52

pesquisar
 
Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
15
16
18
19

20
22
24
25
26

27
28
29
30


mais sobre mim
subscrever feeds
blogs SAPO