Avózinha (Sim, com acento...)

Dezembro 24 2008

O povo de Montargil por estes dias está sem médico, parece que no Posto de Saúde o único que lá trabalha a tempo inteiro vai estar de férias (óbviamente com todo o direito) de 23 a 30 de Dezembro. Os utentes do posto é que não estão lá muito satisfeitos com esta situação, pois se precisarem de cuidados médicos ficam em apuros.

 

Já sabemos que o português é desenrascado e por isso não vai haver problema de maior, nada que um chá de limão com mel ou uma aguardente com açucar não resolvam. De qualquer forma, e já me conhecem, julgo que este tipo de situações não é recomendável e nem deveria suceder pois os cuidados de saúde devem ser sempre salvaguardados.

 

O que me irrita nestes casos é que fácilmente poderiam ser evitados se por exemplo existisse alguma concertação. As pessoas poderiam ir viver para o sítio onde o médico fosse passar férias, apesar de ser apenas temporário, seria bom para toda a gente mudar de ares, para desanuviar.

 

Estou também a lembrar-me - como alternativa ao que sugeri antes – que médico e utentes deveriam combinar as férias para a mesma altura e assim ninguém faria falta a ninguém.

Imaginem que toda a população marcava férias para uma altura em que o dísciplo de Hipócrates estivesse a trabalhar no posto? Ia concerteza se sentir abandonado.

 

No Hospital de Vila Franca de Xira é sempre Natal e mais uma família foi contemplada ficando com um lugar vazio na ceia, isto se ainda tiverem vontade de “celebrar” alguma coisa. Estes bem podiam ir de férias para sempre, nem o chá nem a aguardente curam tudo, mas também não matam.

 

Percebem agora a importância quando se deseja um Natal com muita saúde, é bom que se tenha não vá o Sr. Doutor estar de férias e não haver ninguém que o substitua a não ser umas mézinhas.

 

Inté

publicado por Avózinha às 00:02

pesquisar
 
Dezembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
13

19

21
25
27

28
31


mais sobre mim
blogs SAPO